AGENDA

CULTOS SEMANAIS

Terça-Feira
Culto da Vitória - 19:00Hs

Quarta-Feria
Culto do Círculo de Oração - 19:00Hs

Quinta-Feria
Culto do Departamento Infantil- 19:00Hs

Sexta-Feira
Culto de Oração e Ensino - 19:00Hs

Sábado
Culto da Rede Jovem - 19:00Hs

Domingo
Escola Bíblica Dominical - 08:00Hs
Culto da Família - 19:00Hs

TESTEMUNHO

Exemplo de Vida – Andressa Duarte [Sinta-se Útil]
Confira o vídeos do testemunho! [+]

Rodolfo Abrantes (ex- integrante da banda Os Raimundos)
Fonte: AD. Seta Marabá - 09/11/2011 - 11h12min
Rodolfo Abrantes (ex- integrante da banda Os Raimundos)
(Foto: )

"Estava nesse estado, sozinho, morando em São Paulo, com uma vida louca, trezentas namoradas por aí espalhadas, drogas a valer, balada todos os dias, fã de montão, disco de platina, dinheiro na conta, agenda lotada de shows, e completamente infeliz."

"Eu aceitei Jesus naquele dia, sabe porquê? Porque Deus dominou o lugar, Deus dominou o lugar completamente...”

"Jesus estava a caminho da crucificação, já tinha sido humilhado de todas as formas, naquele momento faltaram-lhe forças. Um homem cirineu, chamado Simão, estava vindo do campo, e a guarda romana o constrangeu para ajudar Jesus a carregar a sua cruz. (Lucas 23:26).

No ano de 2000, eu estava cheio do que o mundo diz que é o auge, que é tesouro, que é beleza, fama, dinheiro, e tudo isso que o mundo pode oferecer para uma pessoa, e as pessoas se matam por isso.

Eu estava cheio de tudo isso, mas por dentro eu estava na maior miséria que eu já enfrentei na vida.

Eu viajei com meu irmão pra a praia da Pipa para passar um revellion junto com ele e naquele mês que eu passei com ele eu só sabia falar cinco frases que eram: ‘vamo fuma’, ‘vamo come’, ‘vamo chapá’, ‘vamo surfá’ e ‘vo não’.

Porque quando ele me chamava para fazer uma coisa diferente dessa eu dizia ‘vo não’.

Em um mês eu falei apenas cinco frases com meu irmão, de tão drogado que eu era, de tão infeliz, de tão sem assunto, de tão vazio, porque ninguém dá o que não tem.

Como é que eu ia falar alguma coisa, eu não tinha nada!

Eu era seco, vazio, um nada , um boneco, corpo presente ali. Em qualquer lugar que eu estivesse, minha cabeça estava em marte. Eu não sabia nem onde é que estava.
Tem cidades que eu fui que eu nem sabia que tinha ido.

Lesado, completamente drogado. Estragado. Usava droga desde os treze anos de idade.

Mas Deus viu a minha situação e sabia que dali em diante eu não conseguia carregar nada sozinho.

Eu estava morrendo, e com os sintomas de um monte de doenças no meu corpo.

Por ser filho de médicos (mãe pediatra e pai ginecologista e obstetra) conheço um pouco de doença, então sabia que o que tinha no meu corpo era algo muito sério.

Comecei a emagrecer de uma hora para outra, e tinha uma dor no estômago que me corroía todos os dias.

Começou a aparecer um monte de caroços debaixo do braço que doíam muito, cheguei a contar nove caroços debaixo do braço, fora os da virilha que eram enormes, doíam demais.

Eu tinha que tomar dois antiinflamatórios por dia para poder fechar os braços.

Eu estava em um estado terrível porque sabia que ia morrer. Ter saúde é uma bênção.

Estava nesse estado, sozinho, morando em São Paulo, com uma vida louca, trezentas namoradas por aí, espalhadas, drogas a valer, balada todos os dias, fãs de montão, disco de platina, dinheiro na conta, agenda lotada de show e completamente infeliz.

Aí tinha a Alexandra, que é minha esposa, que ‘estava passando, vindo do campo’.

Eu a conheci em 1994, e fui reencontrá-la no ano de 2000.

Deus nos colocou juntos de uma forma milagrosa pois havia seis anos que tínhamos nos conhecido e pelo menos uns três que não nos víamos e eu me reencontrei com ela e nós não nos desgrudamos mais. Trouxe-a para São Paulo, para morar comigo.

Ela estava mais drogada do que eu. As drogas que ela consumia eram muito mais fortes dos que as que eu usava. Mas acontece que a Alexandra tinha uma coisa dentro dela que eu não tinha, uma coisa que vale mais do que o mundo inteiro.

Ela tinha uma semente que se chama Palavra de Deus dentro do coração dela, porque aos quinze anos, quando ela me conheceu, ela conheceu a Jesus também.

Só que naquela época ela não seguiu nem a mim e nem a Jesus. Mas era o suficiente para saber que Jesus era o auxílio na hora da dificuldade. Toda vez que a coisa ficava preta, ela corria para dentro da igreja.

Essa era a mulher que Deus colocou ao meu lado, uma mulher torta.

Muita gente podia dizer que essa mulher era pior do que eu.
Mas Deus não faz acepção de pessoas e Deus escolhe quem quer.

Não interessa se você é o Presidente da República ou se você é gari.
Um homem torto, com uma mulher torta. E começamos a brigar e a nos agredir.

A nossa vida virou um reflexo de tudo o nós fazíamos: um casal drogado, vivendo em pecado, na mentira, porque os pais dela nem sabiam que ela morava comigo.

Lá na casa dos pais dela podiam falar cão, mas não podia falar Rodolfo.
Hoje minha sogra é uma bênção e trabalha conosco lá na igreja.

O cenário para o diabo operar estava completo.
Mas Deus, que é o todo poderoso, começou a mexer as coisas também.

E a Alexandra começou a buscar a JESUS e a se encher.
E dizer: Se tu me deres o Rodolfo, eu nunca mais te largo.

E o fogo começou a aumentar e os capetas tentando apagar através de mim, que era um saco de demônio, mas Deus estava ali protegendo a brazinha dela e o foguinho foi pegando e pegou num ponto que consumiu o Rodolfo no coração dela, ao ponto dela dizer: Senhor, com Rodolfo ou sem Rodolfo eu nunca mis te largo!

Já não era eu mais em primeiro lugar, era Jesus aí estava do jeito que Deus gosta. Deus estava em primeiro lugar, aí Deus começou a transbordar na vida dela.

Ela convidou umas irmãs para fazer uma campanha de oração dentro de casa, porque essas irmãs também foram Cirineu, para ajudar a Alexandra a carregar  a cruz dela, não pense que ela conseguiu sozinha.

 
Ouça o Áudio dessa Matéria
Download
Compartilhar
Comentários
Fernanda Bizzo diz
Muito legal!!!!!
Nome Campo Obrigatório.
E-mail Campo obrigatório.
Comentário Campo Obrigatório.
   
1
Endereço:

Sede Administrativa
Rua E,quadra Sul 11, KM 7
Cep 68.500-000 - Nova Marabá | Marabá - PA
Contato

Pr. José Vicente
(94)*3222-3888
Aconselhamento e Orações
(94)*3322-4791
email: contato@adsetamaraba.com.br
Redes Sociais:

2011 - © Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por InovaSite